quarta-feira, dezembro 24, 2008

A Questão da Autoridade 2

Queridos,

Continuando a série.

"Não permito que as mulheres ensinem ou tenham autoridade (authenteo) sobre os homens..." (BLH 2Tim 2:12).

Depois de cinco palavras para "autoridade" (exousia, archon, katexousiazo, exousiazo e huperoche) o apóstolo Paulo usa mais uma nesse versículo, "authenteo". Por que ele faz isso? Por que ele não usou nenhuma das outras cinco palavras para "autoridade"? Seria muito mais fácil para captarmos o sentido, não seria?

Entretanto, temos que buscar o sentido dessa palavra "authenteo", concorda? Uma boa maneira de sabermos isso é procurar em que outros versos dessa epístola o apóstolo usou essa mesma palavra, não é? Pois bem, apesar de ter dito que nós devíamos "orar pelas autoridades" (1 Tim 2:2), Paulo não usou "authenteo" nesse versículo. Em 1 Tim 2:2, ele usou "huperoche". Assim, não vai ser possível descobrir o sentido de "authenteo" nessa epístola.

Quem sabe não devamos olhar nas demais epístolas que Paulo escreveu? Façamos isso. Apesar de termos a palavra "autoridade" várias vezes (10 vezes na versão Revista e Atualizada, 6 vezes tanto na Revista e Corrigida quanto na Linguagem de Hoje) nas epístolas de Paulo, somente uma vez (no verso em questão) ele usou "authenteo". Dessa forma, não é possível saber o sentido da palavra "authenteo" em outros versos dos escritos de Paulo.

Bem, mas não foi apenas Paulo quem escreveu o Novo Testamento. Com certeza, devemos buscar nas demais epístolas e Evangelhos onde foi que eles usaram "authenteo" para descrever autoridade. Afinal, 68 vezes aparece a palavra "autoridade" na edição Revista e Atualizada da tradução de João Ferreira de Almeida. Não é possível que "authenteo" não apareça em nenhum outro lugar, concorda?

Para minha surpresa (espero que sua também!) "authenteo" não é usada em nenhum outro texto e por nenhum outro escritor do Novo Testamento. Ou seja, não é possível comparar o sentido de "authenteo" em outros textos do Novo Testamento. Para piorar ainda mais, todos os textos originais que eu possuo (Stephen's Textus Receptus [1550], Byzantine/Majority Textform Greek New Testament, Scrivener's Textus Receptus [1881] e Nestle Aland 26th Edition Greek New Testament) usam a mesma palavra, "authenteo", somente no versículo
que estamos discutindo.

Ou seja, mesmo a tarefa lingüística de descobrir o que Paulo quis dizer com "Não permito que as mulheres... tenham autoridade (authenteo) sobre os homens..." não é uma tarefa fácil. Temos que recorrer aos Léxicos se quisermos ter um melhor entendimento.

Em Enhanced Strong's Lexicon (Oak Harbor, WA: Logos Research Systems, Inc. 1995), a seguinte explicação é apresentada.

831 authenteo
1) alguém que com suas próprias mãos mata outro ou a si mesmo
2) alguém que age em sua própria autoridade, autocrático
3) um mestre absoluto
4) governar, exercer domínio sobre alguém

Em Liddell, H. G., and Scott, Abridged Greek-English Lexicon, (Oxford: Oxford University Press - 1992), "authenteo" quer dizer "ter completo poder sobre".

Já o Louw, Johannes P. and Nida, Eugene A., Greek-English Lexicon of the New Testament based on Semantic Domains, (New York: United Bible Societies - 1988, 1989) diz o seguinte:

37.21 authenteo: controlar de maneira arrogante (tiranizadora), controlar, dominar. "Controlar de uma maneira dominante" é freqüentemente expressado idiomaticamente, por exemplo, "gritar ordens para", "agir como um chefe para", ou "latir para".

Através dos Léxicos "salta aos olhos" o sentido de "authenteo". Todos falam de um domínio exacerbado, quase sangrento. Esse tipo de domínio foi condenado por Jesus. Ele disse: "Sabeis que os governadores dos povos os dominam e que os maiorais exercem autoridade sobre eles. Não é assim entre vós; pelo contrário, quem quiser tornar-se grande entre vós, será esse o que vos sirva" (Mateus 20:25,26). O apóstolo Pedro se dirigiu aos que pastoreiam nos seguintes termos:

"Pastoreai o rebanho de Deus que há entre vós, não por constrangimento, mas espontaneamente, como Deus quer; nem por sórdida ganância, mas de boa vontade; nem como dominadores dos que vos foram confiados, antes, tornando-vos modelos do rebanho" (1 Ped 5:2,3).

Devido a esses fatores podemos concluir que esse tipo de autoridade (authenteo) que Paulo diz, as mulheres não devem exercer sobre os homens, também eles não devem exercer sobre elas. Pois essa atitude não é cristã! Pastores, diáconos e líderes que pensam exercer esse tipo de autoridade (authenteo) sobre suas igrejas e liderados estão agindo em desacordo com as Escrituras e o ensino de Jesus.

Na igreja de Jesus Cristo, deve se exercer a liderança, de acordo com o ensino do NT, através do exemplo no serviço e do ensino. Não é à toa, eu creio, que uma das maldições lançadas sobre a mulher, após a Queda, foi "o teu desejo será para o teu marido e ele te dominará" (Gen. 3:16). Você conhece alguma explicação convincente para "o teu desejo será para o teu marido"? A maioria das que eu já vi soam como benção. Contudo, o texto de Gênesis nos diz claramente que isso é uma maldição! Todavia, após ler tudo isso, certamente você sabe o que significa "e ele te dominará".

Bem, isso nos deixa com um problema. Como iremos interpretar o texto em questão? "Não permito que as mulheres ensinem ou tenham autoridade (authenteo) sobre os homens..." (BLH 2Tim 2:12).

Por questões de espaço, a resposta fica para o próximo artigo.

Abraço Bento Souto

Um comentário:

Jeferson Roberto Lustosa disse...

cara você é um idiota carente,que tem necessidade de ser lido podendo escrever tudo em mesmo artigo o sub-divide em três. Que lastima