quinta-feira, julho 21, 2011

A HISTÓRIA DA FOTO DOS MEUS 50 ANOS

Desejar o que ninguém pode ter ou comprar parecia um presente perfeito para os meus 50 anos. Parecia, mas a realidade foi bem diferente...



Na foto acima, tirada em 1997, durante um autêntico almoço de negócios, na Espanha (eu sou o de bigode), já se pode notar a silhueta de quem está com excesso de peso. Na tentativa de disfarçar a papada que quase formava um segundo queixo eu deixei crescer a barba. Uma solução aprovada por quase todos, exceto os anti-Lula, que pensavam ser a minha barba um sinal de apoio àquele que viria a ser eleito presidente do Brasil, em 2001.



Por volta do ano 2002 eu atingi a marca de 128 quilos de peso, conforme se pode ver nessa foto acima.

Em 2004, em processo de emagrecimento lento e contínuo, já pesando cerca de 110 quilos, minha filha tirou a foto acima, que se tornou a imagem através da qual eu sou reconhecido por milhares de pessoas que usam a Internet e comigo interagem nas redes sociais. Contudo, eu disse aos próximos de mim que tiraria a barba quando eu chegasse aos 100 quilos - o que veio acontecer ao final de 2007. Mas a foto com barba continuou nos meus perfis na Internet.



Bom, mas aonde eu quero chegar com essa história de fotos e emagrecimento?

Desejo lhes falar de uma foto muito especial que, quatro meses antes, eu planejei tirar por ocasião do meu aniversário de 50 anos - que ocorreu em 24 de Março desse ano. Como eu tenho meditado muito sobre o Paraíso em que Adão e Eva viveram, segundo o relato de Gênesis, pensei em tirar uma foto de rosto que retratasse como eu sou, aos 50 anos, naturalmente, sem estar de cabelo cortado ou barba feita - hábitos atuais que não existiam no Paraíso.

Essa foto seria o presente que eu daria a mim mesmo para marcar data tão significativa. Afinal, a gente só completa 50 anos uma vez na vida. Seria um presente único, sem preço e irrepetível. Dinheiro nenhum no mundo poderia comprar aquela foto. Avisei a todos o que iria fazer e, a partir de 1 de Janeiro de 2011, eu deixei de fazer a barba e cortar o cabelo.

Nunca pensei que enfrentaria tanta oposição por escolher um presente de aniversário que só eu poderia dar a mim mesmo. Na minha família quase todos foram contra e apenas Madrinha Maria me deu apoio - como ela sempre faz. Minha mãe começou a me apelidar de Osama Bin Laden (rsrs). Minha namorada, à época, fez tanta oposição que acabamos terminando o namoro. Uma das minhas irmãs sugeriu que eu usasse uma barba postiça, como fazem os atores. Eu, porém, não queria uma foto onde estivesse envelhecido artificialmente. Eu queria uma foto de mim mesmo aos 50 anos. Só isso.

Resisti bravamente e acabei conseguindo tirar a tal foto. Claro, a barba e o cabelo não cresceram tanto por conta de apenas 80 dias de crescimento livre. Hoje confesso que o resultado visual ficou aquém do que eu esperava. No entanto, uma coisa ficou claríssima para mim nesse projeto: quem quiser ser diferente tem que estar preparado para enfrentar oposição.

Bom, de qualquer forma, abaixo está a foto que eu tanto queria e que elegi como a foto dos meus 50 anos.



Claro, eu tirei várias outras fotos. Porém, essa a seguir foi a eleita como a mais parecida com Saddam Hussein... rsrsrs



Porém, conforme minha própria promessa, já voltei a normalidade e a foto abaixo (que foi tirada no dia da acima) e a do meu perfil aqui são testemunhas disso.



Beijos

Bento Souto
http://blogdobento.blogspot.com/
blogdobento@hotmail.com

2 comentários:

JOELMA disse...

Tá lindinho de qualquer jeito, menino! Mas... De rostinho limpo tá mais bunitinho ainda, rsrsrs
Feliz Niver, Deus te abençõe bastantão e, te conceda os anseios do seu coraçãozinho nessa nova idade!

Nair Morbeck disse...

Uma figura esse Bento!Rs!Está muito bem de rostinho ".. lisinho, lisinho pronto pra ganhar beijinho..".(música do Chiclete com banana..rsrsrs

Ficou muito bem mano!

Shalom